Líder popular, que dirigiu desde outubro de 1900, as guerrilhas contra o Governo Conservador. Depois da derrota dos liberais, na ponte da Caledônia, estabeleceu seu quartel em La Negrita (Coclé) e desde ali,aventurou-se na tomada dos distintos povoados do interior, e combateu o governo na linha da Estrada de Ferro.

 

José Agustín Arango 

Nasceu don José Agustín Arango na cidade de Panamá a 24 de fevereiro do ano de 1841, de pai cubano e mãe nativa do Istmo.Morreu a 10 de maio de 1909, sendo Secretário de Relações Exteriores desta hoje República de Panamá, filho de seu espírito e de seus esforços.

A flor nacional de Panamá é a orquídea, conhecida como “A Flor do Espírito Santo” cujo nome científico é Peristeria Elata. Esta orquídea possui um encanto especial, por ter a forma de uma pequenina borboleta branca, com as asas abertas, cravada no centro de suas pétalas.

Depois de que nasceu a bandeira panamenha, a Junta do Governo provisório chamou para concurso os artistas nacionais para apresentar modelos do que seria o nosso escudo de armas. O escudo projetado por Nicolás Villalaz e pintado por seu irmão Don Sebastián Villalaz foi escolhido entre centenas de projetos. Ele foi aprovado em 1904 e desde então se usou oficialmente.

O Hino Nacional de Panamá é adotado como símbolo pátrio, mediante a Lei de n° 34 de 15 de dezembro de 1949, junto com a Bandeira e o Escudo Nacional. Apesar de sua qualidade de símbolo pátrio, sua celebração passa por alto. Para quem não sabe, a Lei N° 71 de 11 de novembro de 1955 estabelece como dia do Hino Nacional o 01 de novembro.