No Panamá existem diferentes classes de licores, alguns que são exclusivos desta região.As bebidas mais conhecidas no país são o Seco Herrerano e o Rum Abuelo (Avô) , mas também existem bebidas alcoólicas tradicionais como a chicha forte (bebida que pode ser derivada do milho ou da mandioca).

O café de Panamá tem obtido um merecido reconhecimento o nível internacional nos últimos anos, na medida em que hoje é considerado como um dos melhores do mundo.

A Ferrovia Interoceânica de Panamá foi inaugurada em 1855, convertendo-se na primeira ferrovia transcontinental do mundo. A mesma serviu de rota obrigatória para os mineradores em sua rota à Califórnia. Hoje, a ferrovia serve para transportar carga de um oceano ao outro, conhecido também como o canal seco. E de segunda a sexta transporta passageiros, a partir da cidade de Panamá a Colón, no Atlântico pelas manhãs e os regressa à tarde.

É uma tradição social do camponês panamenho. Como tal, é reproduzida todos os anos no Encontro Folclórico do Canajagua, em Macaracas, província de Los Santos.

Uma das festas mais importantes para os panamenhos são os Carnavais.Estes se realizam em todos os povoados do país, sendo os mais famosos os de Las Tablas, na província de Los Santos. Não importa se o povoado é plano, sempre haverá uma rainha de Rua Acima e outra da Rua Abaixo.Cada uma é acompanhada por seu companheiro e devem competir as cinco noites, que dura a atividade em disfarces , alegria, dança, fogos de artifício, etc.Mas aí não termina tudo. Durante o dia também festejam de frente para o parque ou a praça principal de cada povoado e como faz muito calor, as pessoas vão em roupa de banho e preparadas para se molharem com o sistema de caminhões, que vai atirando água nos presentes.