Panamá pretende atrair o turismo de convenções com programa de marketing.

O governo de Panamá espera aumentar o turismo de convenções em seu território com a criação do Destination Marketing Organization (DMO), entidade destinada a promover e desenvolver o mercado de grupos, convenções e eventos no território panamenho.

No primeiro semestre do ano de 2013 o DMO tem gerado 52 oportunidades de negócio para os hotéis, para um total de 76, 079 noites de hotel e já 52% tem escolhido Panamá como a sede de seu evento. O que poderá gerar uma renda na economia panamenha de cerca de US$30 milhões. O DMO será uma entidade sem fins lucrativos, que funcionará como uma “aliança pública privada” assinalou Salo Shamah, Administrador Geral da Autoridade de Turismo Panamá (ATP).

Atualmente o DMO é composto de 7 funcionários da ATP, que medem a incidência dos eventos no país. De acordo com os seus cálculos um congresso de 100 pessoas por 4 noites, poderá gerar US$200, 000 e 5 destes grupos poderão deixar na economia cerca de US$1, 000, 000.

O organismo utiliza estratégias de vendas e marketing integradas com o setor turístico privado, as instituições de Governo e a comunidade local. Nathalie Tesone, Assessora da ATP, disse que o DMO reúne todas as partes públicas e privadas em uma mesma equipe, para atrair e responder de uma maneira mais efetiva as exigências dos mercados internacionais por este tipo de reuniões.

O trabalho em equipe é a chave para que os clientes economizem tempo e recursos, no destino para ter todas as respostas as suas necessidades, de forma rápida e efetiva. ”Com uma só chamada, os organizadores de eventos e as associações internacionais têm todo o destino ao seu alcance.”, declarou Tesone.

A equipe do DMO tem participado durante 2013 de 8 feiras internacionais especializadas neste segmento, reunindo-se com organizadores de reuniões e associações internacionais, que teriam grande potencial de trazer seus grupos ao Panamá.

Especialistas assinalam que o mercado de reuniões é muito variado e o Panamá aproveita isto com nichos de mercado, como religião, esportes, medicina e entretenimento, coorporativos, casamentos e outros. Shamah adicionou que o Panamá por sua posição geográfica, sua conectividade aérea, a variedade de marcas de hotéis, que oferece e pela força de sua economia tem sido declarado pelo World Economic Fórum, como o primeiro país latino americano em competitividade.

Tesone transportou isto para o mercado de convenções e assinalou que o Panamá está se posicionando internacionalmente como um destino sólido de convenções, devido ao seu fácil acesso, sua sólida comunidade de negócios, sua infra-estrutura turística e de reuniões e suas grandes atrações turísticas

Fonte: www.anpanama.com