Quarentena

Todo o animal, planta viva, produto ou subproduto de origem animal ou vegetal, para sua introdução ao país, deve estar acompanhado de seu respectivo certificado sanitário ou fitossanitário, expedido pelas autoridades sanitárias ou Ministérios de Agricultura do país de origem.


O que pergutam na Alfândega?

A Direção Geral de Alfândegas do Ministério de Economia e Finanças de Panamá exige completar um formulário (um por família) que consiste na Declaração Jurada do Viajante.

Neste formulário você deverá declarar:


O que eu necessito para ir ao Panamá, como visitante estrangeiro?

Visitante: Deverá apresentar os seguintes documentos diante do inspetor da Direção de Migração e Naturalização do Ministério de Governo e Justiça:


O que fazer antes de viajar?

Graças a sua estreiteza e a sua forma de “S” deitado, Panamá é o único lugar no mundo onde o sol nasce para o Pacífico e se oculta pelo Caribe. Para desfrutar deste fenômeno se pode ir a Cerro Jefe (1.000 metros sobre o nível do mar) na borda do Parque Nacional Chagres e fica à 1 hora e meia da cidade do Panamá.




A conta de twitterMetro bus Oficial informou que a partir de 7 de abril iniciam novas rotas do MetroBus até o Metrô.

Na Feira Internacional de Azuero (FIA)- a principal vitrine comercial e econômica das províncias de Herrera e Los Santos-os visitantes podem comprar de tudo, desde plantas ornamentais e medicamentos até um carro último modelo.

Com sucesso finalizou a XXXII versão de Expocomer, feira comercial organizada pela Câmara de Comércio, Indústrias e Agricultura de Panamá, diante de um cenário internacional, que mostra uma recuperação de suas taxas de crescimento acima de 2%.

No próximo 4 de abril chegarão 170 passageiros no primeiro voo fretado, que chegará ao Aeroporto Internacional de Rio Hato Scarlett Martínez, segundo confirmou o diretor da Aeronáutica civil Rafael Bárcenas.

O Fórum Econômico Mundial sobre a América Latina acontecerá na cidade de Panamá de 1 a 3 de abril do presente ano. Convocado sob o tema “Abrindo caminhos para o progresso compartilhado”, o Fórum Econômico Mundial sobre a América Latina, reunirá mais de 600 líderes de governo, a indústria, a sociedade civil e o mundo acadêmico de mais de 50 países para discutir os desafios e oportunidades, que enfrenta a região.