O consórcio HPC-Contrata-P&V, que constrói o centro de convenções em Amador, a um custo de $193.7 milhões, trabalhará 24 horas para agilizar a construção da estrutura, tendo perdido tempo na aprovação das licenças municipais.

A aldeia de Veraguas se encontra pronta para realizar a partir de hoje o VIII Festival Mi Ranchito, no distrito Río de Jesús, como parte da celebração do grito de adesão desta região a Separação de Panamá da Colômbia de 1903.

O presidente da República, Ricardo Martinelli, inaugura esta manhã o aeroporto internacional Scarlett Martínez, em Río Hato, província de Coclé, o qual se espera que beneficie uma população aproximada de 228 mil 676 habitantes.

O presidente da Associação Panamenha de Hotéis (APATEL), Jesús Sierra Victoria, mostrou o seu otimismo em relação à ocupação hoteleira do país e assinalou, que esta poderá encerrar o ano acima de 60%.

O lugar arqueológico El Caño, em Coclé, não deixa de despertar interesse na mídia internacional de difusão massiva. A revista National Geographic, lhe dedicou sua capa em janeiro de 2012 e agora é a produtora espanhola Wanda Films, a que prepara um material sobre as descobertas no local.

No próximo 13 de novembro será inaugurado o aeroporto de Río Hato, que ficará a 90 quilômetros da Cidade de Panamá.

Com uma cifra que supera os 80% de ocupação de seus assentos começam os vôos de Air France para o Panamá. Esta porcentagem se relaciona com os próximos três meses de operação.

Panamá é o produto de sua herança colonial, a qual o tem modelado a imagem das necessidades do sistema mundo global, o qual, longe do que se crê, não começa com a globalização neoliberal da década dos anos oitenta do século passado, mas desde o descobrimento e conquista da América. Desta forma, parte-se do suposto de que o istmo sempre foi uma espécie de enclave trans-ístmico, o que gerou toda uma estruturação social e econômica de sua posição no mundo e se evidencia nos lemas institucionais como “Pro mundi benefício” e, mais populares como “Panamá, ponte do mundo, coração do universo.”

Apresenta-se um avanço positivo nas estatísticas projetadas, tomando como referência o ano de 2008, onde o número de visitantes foi de 1,575, 051, o que para o ano de 2012 em número de visitas foi de 2,200,000, o anterior tem permitido uma renda econômica absoluta para o setor turístico nestes últimos anos de $2,120.000 milhões, o que reflete uma despesa média diária de visitantes de 58.2%, sendo isto em número de quartos para estes anos de cerca de 48.3%.

As convenções são o seguro para os hotéis, porque se realizam em qualquer época do ano, no Panamá existem lugares ideais para realizar todo tipo de convenções, congressos, feiras, seminários de categoria e qualidade, tanto internacional, como nacional, equipados com todos os recursos de logística necessários para cumprir com êxito sua atividade. Da mesma maneira se oferecem interessantes facilidades turísticas disponíveis em Panamá, tais como: Hotéis de excelente qualidade e serviço, restaurantes, cassinos, praias e ilhas, montanhas e outras.