Biomuseu projetado por Gehry no Panamá será inaugurado em maio de 2014.


O Biomuseu de Panamá projetado pelo reconhecido arquiteto Frank Gehry abrirá suas portas no próximo 22 de maio de 2014.

A obra é um projeto impulsionado pela Fundação Amador com o respaldo do Governo de Panamá e com o apoio científico do Instituto Smithsonian e da Universidade de Panamá, e “tem como objetivo mudar como vemos, entendemos e conservamos nosso ambiente”, assinalam os impulsionadores do projeto. 

Trata-se de 400 metros quadrados, com oito galerias de exibição permanente, que em sequência foram projetadas pelo renomado arquiteto Frank Gehry, além disso, conta com um átrio público, um espaço para exposições exteriores múltiplas localizadas em um parque botânico.

“Este museu está bonito e é um orgulho para o país e para todos os panamenhos. Quero felicitar a todos os trabalhadores e todos os doadores, que colaboraram com esta construção, que está fora de série e que abrirá as suas portas em 22 de maio”, sustentou o mandatário panamenho Ricardo Martinelli, durante um trajeto pelas instalações.

Martinelli disse que o Biomuseu será um dos pontos mais significativos e icônicos da cidade capital, e que, quando já se conta com a interconexão com a Cinta Costera 3, a área de Amador será um ponto de chegada de turistas e visitantes nacionais.

De seu lado, a presidenta da Fundação Amador, Pilar Arosemena, mencionou que este é um projeto de Estado, que tem levado vários anos para ser concluído, mas que finalmente estará aberto ao público este ano.

No entanto, o vice-presidente da Fundação Amador, Juan Carlos Fábrega, manifestou que esta construção tem se realizado graças às doações e que tem levado mais de 10 anos para concretizar a construção. ”O importante é que já estamos prontos para abrir ao público este ano”, adicionou.

Fonte: www.anpanama.com